Onde irei morar em Nova York

Antes de qualquer coisa, devo dizer que estou completamente assustada com a rapidez como as coisas estão acontecendo. Pouco tempo atrás, contei pra vocês que o meu visto americano havia sido aprovado e, agora já estou há dois meses da viagem. Já tenho todos os detalhes resolvidos e agora só estou aguardando o dia do embarque. Sei que tenho muitas coisas pra registrar aqui, mas como vocês já perceberam no título, vou começar pelo local onde vou me hospedar em Nova York.

Astoria, Queens

Vou morar por um mês no Queens, mais precisamente em Astoria – que é um bairro muito conhecido por ter muitos brasileiros e gregos. Fiquei muito feliz com isso, já que queria muito morar no Brooklyn, The Bronx ou no Queens. Pra quem não sabe, Nova York é composto por cinco distritos: Manhattan, Staten Island, Brooklyn, The Bronx e Queens. Desses, Manhattan é o menor distrito – porém é onde estão as atrações mais famosas, como os shows da Broadway, a famosa Times Square e o Central Park, e Queens é o maior distrito – é lá onde estão os dois aeroportos de Nova York, grandes shoppings e estádios. No final das contas, vou conhecer os dois opostos, já que irei morar no Queens e trabalhar em Manhattan, na Times Square.

Vale a pena ressaltar que tudo que sei até o momento, sei através de pesquisas que tenho feito na internet. O mais legal disso é saber que vou ter a oportunidade de explorar um lugar totalmente novo e produzir um conteúdo bem legal com as curiosidades que as pessoas que vão pra lá tem, que provavelmente são as mesmas que eu estou tendo agora. As fotos foram retiradas do Google Images, e já estou muito animada pra tirar muitas fotos pra mostrar pra vocês. Na foto abaixo, a 33 Street, muito próxima de onde eu vou morar, que será na 38 Street.

astoria4

Astoria é um bairro que não tem prédios altos e é considerado muito seguro e familiar. É muito conhecido por ser a casa do Musium of the Moving Image – que fica a poucas quadras de onde eu vou morar, além de um dos primeiros estúdios de filmes ser também bem próximo de lá, o Kaufman Astoria Studios – onde algumas cenas da série do Netflix, Orange is the New Black, são gravadas. Uma coisa que também é muito falada sobre o bairro, é a piscina pública, que parece ser muito frequentada no verão – época que eu estarei lá.

astoria5

Apesar de morar no Queens e trabalhar em Manhattan, o trajeto entre casa e trabalho não dura mais que 40 minutos, já que Nova York tem um dos maiores metrôs do mundo – são 368 km de trilhos que passam por todos os distritos. Não é a toa que dizem que não é muito comum as pessoas terem carro em Nova York, já que o metrô é muito eficaz e te possibilita a ir pra qualquer lugar da cidade.

Em breve irei falar mais sobre onde vou trabalhar, enquanto isso, já podem começar a sentir a ansiedade comigo. Já estou na contagem regressiva!

Beijos,

Ju

Anúncios

Como é trabalhar na Disney #1

Esse é o primeiro capítulo da série que foi apresentada aqui algumas semanas atrás – caso você não tenha visto, clique aqui. A partir de agora, toda semana teremos minha amiga Luciana Inose aqui contando pra gente tudo sobre essa experiência incrível da vida dela.

Ainda incerta sobre a carreira, vinda de uma recém troca em cima da hora de Medicina para Turismo depois de 2 anos de vestibular e cursinho, tendo acabado de passar na Unicamp, dei início ao curso de Turismo na Anhembi Morumbi e, pra minha surpresa, logo no primeiro mês anunciaram uma palestra pra trabalhar na Disney. Foi hiper motivante escutar sobre as oportunidades que ofereciam pra esse estágio, no mesmo dia já começaram as entrevistas. Foram 2 dias de entrevistas intensas em grupo, ministradas pelo representante da Disney no Brasil – da empresa JZG Brazil de Camburiú.
Eu já era formada e fluente em inglês há 3 anos, mas foi a primeira vez que precisei usá-lo fora da sala de aula. Eu estava um poço de nervos.

Depois disso, a primeira lista de aprovados levou duas semanas pra sair e tivemos a segunda rodada de entrevistas. Desta vez individual e com os recrutadores da Disney, que vieram de Orlando pra essa finalidade. Foi a minha primeira vez falando com um americano e ainda pra entrevista de trabalho – a sensação de que a qualquer momento iria desmaiar era constante. Depois de mais duas longas semanas, saiu a última lista dos aprovados e lá estava o meu nome! A partir daí, depois de tanta ansiedade… MAIS ANSIEDADE.

Mais duas semanas se passaram e tivemos um encontro na faculdade pra comprar as passagens e levar toda a documentação para o visto. Neste encontro, muitas das pessoas que passaram nem compareceram, pois os pais não autorizaram suas idas. Na época era moda o golpe de levar brasileiros para trabalhar no exterior e acabarem tendo que se prostituir, então os pais estavam muito receosos pois era o primeiro grupo oficial da Disney e nunca tinham ouvido falar nisso antes.

Passando uma semana, recebi em casa uma pasta de “Welcome” da Disney, com uma carta de agradecimento por aceitar a oportunidade (Hahahahaha, isso pareceu piada né, eu que deveria estar agradecendo!), um mapa da propriedade e um livreto do “Disney Look”, que era um importante manual básico sobre cortes de cabelo, unhas, barbas, cores, tamanhos, acessórios… Enfim, tudo para padronizar a aparência Disney.

Depois disso foi infindável a espera de três semanas para o nosso embarque. Em um acordo com a Universidade Anhembi Morumbi, tivemos um calendário especial de provas, pois iríamos antes do final do 2º bimestre e voltaríamos logo depois do final do 3º bimestre. Passando o que pareceu uma vida pra mim – regada a muitos sanduíches, chocolates e noites em claro, chegou o grande dia do embarque em Maio. Com uniformes especiais para a ocasião e muita empolgação, nos reunimos no aeroporto de Guarulhos. O primeiro grupo oficial de brasileiros indo trabalhar na Disney para o 1º Summer International Program!

Não deixem de acompanhar os próximos capítulos.

Have a magical day!

2 canais do Youtube sobre Nova York

Sei que já faz um tempo que não posto aqui e o motivo é muito simples: faculdade e viagem. Como ainda estou em época de apresentações e provas na faculdade, não tenho tido muito tempo para planejar o que vou fazer nos meus dias livres em Nova York, e isso tem me deixado um pouco tensa. Sempre que posso, gosto de pesquisar mais sobre a cidade e ver como as coisas funcionam por lá e, pra mim, uma das melhores formas de fazer isso é assistindo vídeos no Youtube. Sendo assim, já posso eleger os meus 2 canais favoritos sobre o assunto – e é sobre eles que vou falar hoje.

amigo gringo

Amigo Gringo

Em primeiro lugar, um canal que é composto por dois americanos e uma brasileira – posso dizer que é muito informativo e ensina muito sobre a cultura novaiorquina de uma forma muito divertida e nada convencional. Os vídeos abordam diferentes assuntos relacionados à Nova York – desde como andar de metrô, dicas sobre como se vestir no inverno, lugares legais para visitar e, principalmente, como não ser um “puta babaca”, como eles dizem.

Laura Peruchi

O canal da Laura com certeza é um dos melhores para as mulheres que, assim como eu, adoram conhecer boas lojas que tenham preços bacanas e produtos que valem a pena comprar. A Laura dá muitas dicas voltadas pra beleza, mas também fala sobre lugares legais pra visitar e sobre como é a vida em Nova York – sempre falando seu ponto de vista em relação aos pontos positivos e negativos. Além disso, ela tem um blog muito informativo e um grupo no facebook, onde as pessoas podem fazer e responder perguntas – de forma que todos acabam se ajudando. Eu recomendo muito!

Não deixem de visitar os canais, em breve irei falar sobre mais alguns que eu gosto muito.

Beijos,

Ju