Blood is thicker than water

Há exatamente duas semanas atrás, eu estava me despedindo dos meus familiares que fui visitar no interior de Pernambuco. Foi um momento muito intenso pra mim, já que eu não os via há muitos anos e alguns eu ainda não conhecia. Tive uma estranha sensação de que nunca mais eu os veria novamente, e isso partiu meu coração. Sei que não é verdade – ou prefiro acreditar que não, mas ver as lágrimas da minha vó na nossa despedida me fez pensar no quanto o provérbio “Blood is thicker than water” é verdadeiro. Conhecer o lugar onde meus pais nasceram e viveram durante muito tempo foi uma experiência incrível, e extremamente emocional.

Estava chovendo muito nos primeiros dias que chegamos lá, e todos estavam muito felizes por isso. Há meses não chovia assim, e todos nos falavam como a seca estava triste uma semana antes. O sertão estava verdinho, e os animais já tinham o que comer – no caminho até lá vimos muitos animais mortos na estrada, o que ainda era um rastro que a seca havia deixado. Então, mesmo quando saíamos para andar pelos sítios e o caminho estava completamente cheio de lama, nós nos divertíamos. Quando lembro do sorriso da minha vó durante as cinco horas que passamos andando por aquelas paisagens, meu coração se enche de alegria, e quando nos falamos por telefone ela sempre diz o quanto ela se divertiu – afinal, rimos muito quando tentávamos nos desviar de muitos bois e vacas que apareciam pelo caminho. Como eles diriam, foi resenha! A mais pura felicidade.

Foi uma mudança de perspectiva imensa, e ver de perto onde todas as histórias que eu cresci ouvindo aconteceram significou muito pra mim. Inclusive, ao passar pela casa onde minha mãe nasceu, vi que as iniciais que meu vô havia feito lá, estavam do mesmo jeito. DPTNCT – Deus por ti, nada contra ti. Se ainda fosse vivo, completaria 101 anos esse ano. Gostaria de tê-lo conhecido melhor, mas nossos momentos juntos aconteceram apenas quando eu tinha 2 anos de idade e meus pais me levaram para que ele me conhecesse.

Bom, eu não poderia deixar de registrar esse momento aqui com algumas das milhares de fotos que eu tirei.

12

11

13

16

15

8

4

10

5

6

3

9

14

Deus por ti, nada contra ti.

*Blood is thicker then water é um provérbio que diz que o nosso relacionamento com os nossos familiares sempre será mais forte que qualquer outro. São laços eternos.

 

 

Férias, yay!

Nem acredito que consegui fazer coisas legais nas férias! Sempre fui aquelas pessoas que nunca tinha nada pra fazer, que só dormia, assistia tv, dormia.. enfim! Depois de muito trabalho e muitos estudos, nada melhor que um merecido descanso. Fiz um resumo das coisas mais legais que eu fiz, assim sempre que eu ficar muito cansada, posso voltar aqui e ver que o ano pode ser uma loucura, posso ter vontade de desistir de tudo, mas no final tudo fica bem e eu consigo ficar pertinho das pessoas que eu amo e claro, de mim mesma.

- 6 on 6

1. Não existe nada que eu ame mais que ficar de pernas pro ar nas férias, sério! Aquela sensação de ‘não preciso fazer nada, não tenho nada pendente’ é a melhor do mundo. Consigo colocar meus pensamentos em ordem, refletir sobre minhas atitudes, enfim, ter o meu tempo.

2. Viajei pra uma praia muito boa do litoral norte de São Paulo, chamada Caraguatatuba, e eu nem imaginava como era lindo por lá. Tinha uma lagoa azul pertinho da casa onde estávamos, então, no final da tarde nós íamos andando pra lá, quando já estava bem vazio e calmo. É engraçado pensar em como não damos valor pras coisas enquanto estamos vivenciando. Obs: Não tirei fotos da lagoa :/ eu sei que é ótimo ter registros de tudo, mas é melhor ainda se desligar totalmente e VIVER tudo da forma como tem que ser!

- 6 on 61

3. Fui muito pra um lugar que eu e meu namorado adoramos, o Applebee’s. São muitas comidinhas deliciosas, que inclusive já tentamos fazer em casa, mas não deu muito certo. Acho que ainda não adquiri meus dotes culinários.

4. Depois de um tempinho longe de piscinas, pude aproveitar uma bem grandona só pra mim (e pro meu boy). Lembrando os tempos de natação, cercados pela natureza, pôr-do-sol, passarinhos cantando e tudo mais. ❤

- ubatuba

5. Fui pra minha segunda praia do litoral norte, Ubatuba. Eu morria de vontade de conhecer essa cidade, são mais de 80 praias lá. Conheci várias, e a minha favorita foi a Praia do Lázaro, apesar de eu ter achado a Praia da Fortaleza muito exótica também! Têm muitos mirantes ao longo do caminho de uma praia pra outra, e uma das melhores coisas que fizemos foi encostar o carro, descer, e observar. LINDO, inspirador e revigorante.

6. Fui em um Aquário pela primeira vez, lá em Ubatuba e achei essa arraia uma gracinha, apesar de ter ficado hipnotizada com os tubarões e os pinguins. É o máximo poder ficar tão próxima de animais como esses, mas ao mesmo tempo, dá um aperto no coração vê-los presos, e longe de onde realmente deveriam estar.

Já estou sofrendo pensando nas próximas férias, mas com o coração calmo, com certeza de que o tempo bom vem (e não há nada melhor que isso!). Bom, espero que tenham gostado das fotos, e que tenham se inspirado a fazer muitas coisas legais nas férias.

Beijos,

Ju

#InterAção – First

Finalmente consegui abraçar mais um projeto aqui no blog, e isso me deixa muito feliz. Esse se trata do #InterAção, que é um grupo destinado a blogueiras, onde decidimos juntas uma ideia para ser o tema do mês, então todas fazemos um post em qualquer dia do mês, sobre o mesmo tema. O tema desse mês é muito interessante, se chama FIRST, que significa PRIMEIRA. Usamos essa palavra pra simplificar a ideia de postar sobre a primeira vez que fizemos alguma coisa, com a intenção de incentivar as pessoas a fazerem coisas novas. Pra esse tema, escolhi falar sobre duas coisas que me marcaram muito: Minha primeira viagem e meu primeiro emprego.

- balneário camboriú - sc1

Minha primeira viagem: Assim que completei 18 anos, decidi que precisava expandir meus horizontes, e precisava viajar. Nessa época, três colegas de trabalho também queriam muito fazer uma viagem nacional, e juntas decidimos ir pra Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Então dentro disso, houveram muitas primeiras vezes: primeira vez que viajei de avião, primeira vez que fui pra praia no inverno, primeira vez que fui para o Beto Carrero World, primeira vez que andei na única montanha russa invertida da América Latina, primeira vez que viajei pra longe sem meus pais. Sinto que foi uma das melhores decisões que já tomei na minha vida, fui corajosa, deixei meus medos de lado, e fui em busca da felicidade!

- fisk

Meu primeiro emprego: Muitos de vocês nem imaginavam que eu já tivesse sido professora de inglês, né? Eu estudava lá, na Fisk, desde pequena com a mesma teacher, e nos apegamos muito com o passar do tempo, até que quando eu completei 14 anos, ela me chamou pra ser sua auxiliar em algumas turmas, o que eu achei o máximo. Um ano depois, eu já conseguia a substituir quando necessário, mesmo sendo tão tímida como eu era. Assim que completei 16 anos, me chamaram para assinar um contrato e ter minhas próprias turmas, e eu fiquei muito feliz com isso, era a oportunidade perfeita para aprender cada vez mais o idioma, deixar minha timidez de lado e conseguir fazer a diferença na vida de alguém. Sinto muita falta disso tudo, dos meus aluninhos, e dos mais grandinhos também, pois com 18 anos decidi mudar meu caminho e fui trabalhar em um escritório, onde trabalho até hoje, graças ao inglês que aprendi nesse período da minha vida.

Enquanto estamos passando por esses momentos, nem imaginamos o quanto eles podem mudar tudo o que vem depois. Mas não podemos nos esquecer de que tudo é aprendizado, e não podemos deixar que medo ou insegurança nos impeça de fazer o que queremos. Só precisamos dar o primeiro passo.

Não se esqueçam de visitar o grupo!

Beijos,

Ju

Estante com 8 Prateleiras e Mesa para Computador

Vocês se lembram da minha wishlist de Natal, onde eu citei 6 itens que eu estava desejando? Bom, nela eu falava que já havia comprado o item número 1 da lista, e que estava pra chegar. E chegou! Como prometido, vejam algumas fotos da minha mais nova queridinha! ♥

Quarto1 Quarto7Quarto4Quarto5

Desde o dia em que tirei as fotos, já alterei várias coisas, mas com o tempo vou atualizando vocês. Sobre a estante, o único ponto negativo é o fato de ela ser um pouco frágil, e por isso ela balança um pouco, o que faz com que os dvds acabem tombando, sabe? Tanto que nem coloquei meu notebook aí, deixei na minha outra mesa mesmo! O quadro também não ficará aí, ainda estou estudando o quarto pra ver onde o coloco, e também novos quadrinhos e molduras que eu comprei. Ah, e vocês perceberam que além do item 1, também temos itens da lista de Janeiro? Hahahahaha ♥ Pra quem se interessou, comprei no site do Submarino e custou 223 reais.

Beijos,

Ju

Thank you, 2014

Colagem2014

É, 2014.. você me rendeu boas histórias pra contar. Que ano intenso, ein? Tantas coisas boas aconteceram, que me sinto incapaz de me lamentar por pequenos acontecimentos que pudessem me chatear. Foi um grande ano de aprendizado na faculdade, consegui me erguer nas tão temidas provas finais, e passei por dois semestres intensos sem maiores dificuldades. Trabalhei muito, e tive meu esforço reconhecido. Não existe coisa melhor. Estive o tempo todo rodeada de pessoas de bom coração, família, amor, amigos. Agradeço a cada um deles por acreditarem em mim, mesmo quando a insegurança tomava conta dessa cabecinha aqui. Para 2015, eu quero paz, amor e perseverança. Sei que sou capaz de ir mais longe do que imagino, e irei. Com calma e otimismo, sei que podemos realizar coisas grandiosas. E que nunca nos esqueçamos: If you can dream it, you can do it.

Feliz ano novo pra gente ♥

Beijos,

Ju