Vá Até o Fim

Fico imaginando onde e como eu estaria se eu nunca tivesse desistido de todos os meus projetos. É muito louco pensar que dois anos atrás eu estava comprando meu primeiro livro de espanhol, super empolgada pra aprender e essa empolgação durou pouco menos de dois meses, eu certamente estaria ao menos entendendo e falando um pouco o idioma. Mas desisti. Em pensar que um pouco mais de um ano atrás eu estava muito firme na academia, tomando suplementos e me alimentando bem. Eu poderia estar muito bem, muito saudável e em boa forma. Mas eu desisti. E aquele curso de fotografia que passei meses pesquisando, depois de ter comprado uma câmera bacana? Eu poderia ter começado. Poderia saber fazer alguma coisa muito bem. Mas desisti antes mesmo de tentar.

Talvez isso seja uma crise de idade, afinal, depois dos vinte começamos a questionar muitas coisas e, uma delas, é a forma como estamos passando nossos dias, como estamos vivendo. O tempo passa, e isso fica muito mais claro a cada dia que passa. Será que eu teria conseguido? Será que minha ideia era boa? Será que eu era capaz?

Pode parecer estranho dizer tudo isso, e mais estranho ainda é como tudo isso me veio a tona agora. A inspiração disso tudo foi esse comercial da Shell, cuja frase inicial é “Se você for tentar, vá até o fim. Se não, nem comece!” VÁ ATÉ O FIM. Isso pode significar ter que abrir mão de algumas coisas, mas você vai chegar lá e isso vai ser melhor que qualquer coisa que você possa imaginar.

Espero que eu consiga carregar esse pensamento pra sempre comigo, e que eu vá até o fim.