Como é trabalhar na Disney – Apresentação

Esse é o primeiro post da nossa série sobre a Disney, e já adianto que vem muita coisa boa por aí. Convidei minha amiga, Luciana, para contar pra vocês como foi a experiência de trabalhar no lugar mais mágico do mundo e ela topou contar tudo sobre o assunto aqui no blog. Essa será uma série de posts contando toda a história e foi feita bem dividida pra que vocês possam aproveitar cada pedaço dela com a gente. Vamos lá?

Meu nome é Luciana, tenho 37 anos, sou separada, tenho um filho de 4 anos e meio e tenho 4 “empregos”. Trabalho horário comercial em uma firma de advocacia internacional como gerente administrativo, tenho minha empresa de doces (Cupcakery by Lu), faço itinerários específicos pra Walt Disney World Resort na Flórida e também vendo Herbalife. E aí você pensa no quão contraditório é a empresa de doces versus a Herbalife, mas sim, eu ajudo a engordar as pessoas e depois ajudo a emagrecer! Kkkkk

Sou formada em Turismo pela Anhembi Morumbi e a maior parte da minha carreira foi em Hotelaria, trabalhei no Hotel Renaissance, Hotel Emiliano e no Grand Hyatt São Paulo. Na transição de carreira dei aulas de inglês em escolas e em empresas também até estar onde estou.

Mas o que nos interessa hoje é que no início da faculdade, antes de fazer minha carreira hoteleira, eu trabalhei na Disney em seus primeiros programas internacionais que levaram oficialmente brasileiros pra lá para trabalhar. Eram programas de três meses no meio do ano ou no final do ano e nessa, acabei indo pra lá nos programas da Disney quatro vezes. Duas vezes no meio do ano, que eles chamavam de Summer Program, uma vez no final do ano, que eles chamavam de Winter Program e uma vez no meu último que foi um programa diferente, com duração de um ano que era o Guest Relation Program.

Desde o início, além dos programas curtos, eles tinham também outros dois programas diferentes com duração de um ano: o Hospitality Program (era necessário já ter participado ao menos uma vez de algum programa curto) para trabalhar em um dos hotéis e o Management Program, (que era necessário ter tido experiência em cargo de supervisão ou gerência no mínimo de um ano) que era um programa de trainee em um dos hotéis.

Depois do ataque de 11 de Setembro, esses programas de um ano foram cancelados por muitos anos até que surgiram com o Guest Relation Program onde éramos Representantes Culturais.

São dessas grandes e melhores experiências da minha vida que vou contar nos próximos capítulos.

Have a magical day!

Anúncios

Blood is thicker than water

Há exatamente duas semanas atrás, eu estava me despedindo dos meus familiares que fui visitar no interior de Pernambuco. Foi um momento muito intenso pra mim, já que eu não os via há muitos anos e alguns eu ainda não conhecia. Tive uma estranha sensação de que nunca mais eu os veria novamente, e isso partiu meu coração. Sei que não é verdade – ou prefiro acreditar que não, mas ver as lágrimas da minha vó na nossa despedida me fez pensar no quanto o provérbio “Blood is thicker than water” é verdadeiro. Conhecer o lugar onde meus pais nasceram e viveram durante muito tempo foi uma experiência incrível, e extremamente emocional.

Estava chovendo muito nos primeiros dias que chegamos lá, e todos estavam muito felizes por isso. Há meses não chovia assim, e todos nos falavam como a seca estava triste uma semana antes. O sertão estava verdinho, e os animais já tinham o que comer – no caminho até lá vimos muitos animais mortos na estrada, o que ainda era um rastro que a seca havia deixado. Então, mesmo quando saíamos para andar pelos sítios e o caminho estava completamente cheio de lama, nós nos divertíamos. Quando lembro do sorriso da minha vó durante as cinco horas que passamos andando por aquelas paisagens, meu coração se enche de alegria, e quando nos falamos por telefone ela sempre diz o quanto ela se divertiu – afinal, rimos muito quando tentávamos nos desviar de muitos bois e vacas que apareciam pelo caminho. Como eles diriam, foi resenha! A mais pura felicidade.

Foi uma mudança de perspectiva imensa, e ver de perto onde todas as histórias que eu cresci ouvindo aconteceram significou muito pra mim. Inclusive, ao passar pela casa onde minha mãe nasceu, vi que as iniciais que meu vô havia feito lá, estavam do mesmo jeito. DPTNCT – Deus por ti, nada contra ti. Se ainda fosse vivo, completaria 101 anos esse ano. Gostaria de tê-lo conhecido melhor, mas nossos momentos juntos aconteceram apenas quando eu tinha 2 anos de idade e meus pais me levaram para que ele me conhecesse.

Bom, eu não poderia deixar de registrar esse momento aqui com algumas das milhares de fotos que eu tirei.

12

11

13

16

15

8

4

10

5

6

3

9

14

Deus por ti, nada contra ti.

*Blood is thicker then water é um provérbio que diz que o nosso relacionamento com os nossos familiares sempre será mais forte que qualquer outro. São laços eternos.