Tchau, 2020!

Quem diria que o ano de 2020 seria tão caótico como foi, não é mesmo?! Iniciei o ano chorando com medo de nunca mais ouvir a voz da minha mãe, em um lugar onde eu estava me sentindo super desconfortável – acho já poderia imaginar que não viria coisa boa pela frente. No início do ano, decidi que era hora de fazer pós graduação e me inscrevi no curso de MBA em Marketing Estratégico e fui madrinha de casamento pela primeira vez – a sensação foi incrível, principalmente por ter sido escolhida pra passar um momento tão especial tão de perto assim. O que aconteceu logo depois, bom… os noticiários já mostravam que algo estava muito errado na Itália, um vírus estava matando muitas pessoas diariamente e não sabiam explicar muito bem o que era.

No meu trabalho fomos informados de que não era mais seguro sair de casa e, por isso, estavam implementando o sistema home office para toda a empresa… arrumei minhas coisas pensando que voltaria no mês seguinte, mas agora já fazem mais de 9 meses. Ainda não foi criada uma vacina segura contra o vírus e, agora que acabamos de passar pelo final de ano, as pessoas fizeram muita aglomeração e o resultado disso são hospitais começando a lotar novamente.

Mas não dá pra falar só sobre coisas ruins… afinal, minha mãe foi curada de um câncer, minha família conseguiu se manter firme diante da pandemia, só eu tive o vírus e deu tudo certo. Me formei no MBA, abri uma loja online que tem crescido com a ajuda do meu amor e de um amigo de infância e consolidei algumas amizades que me fazem bem. Fora isso, passei muito mais tempo com minha família e não existe dinheiro que pague isso.

Resolvi voltar a escrever aqui porque me peguei lendo o meu primeiro blog e os posts mais antigos desse e, sério… como é bom poder reviver um pouquinho do que eu estava pensando e sentindo nos anos anteriores. Descubro muitas coisas sobre a antiga Juliana e quero continuar conseguindo ver minhas mudanças de gostos e pensamentos.

Recomendo!

Beijos,

Ju