A Viagem de Chihiro

Se você nunca assistiu esse filme, então, agora é a hora! Sexta-feira chuvosa aqui em SP, e final de semana provavelmente friozinho e chuvoso também. E vamos combinar que esse é o melhor clima pra assistir um bom filme debaixo do cobertor, de preferência acompanhada. Bom, “A Viagem de Chihiro” é uma animação japonesa dirigida pelo Hayao Miyazaki, que é conhecido por outros filmes, como o “Meu Vizinho Totoro”, por exemplo.

filmestop1

Esse filme dura cerca de duas horas, e olha, são duas horas de muita emoção. O filme inteiro é uma viagem, e em muitos momentos do filme eu o classificaria como bizarro. A garotinha de 10 anos, Chihiro, passa por várias situações que fogem da realidade, e nos prendem do começo ao fim. É impossível assistir esse filme e não querer ir até o final.

Enfim, quem assistir, me conte aqui nos comentários o que achou, vou adorar saber!

Beijos,

Ju

Anúncios

Pro Dia Nascer Feliz

Eu sou o tipo de pessoa que enquanto está na internet, ama assistir filmes e seriados. Hoje a tarde eu assisti um documentário chamado “Pro dia nascer feliz” que retrata as diferenças sociais de escolas de diferentes regiões do país. Começa relatando a realidade de adolescentes da cidade de Manari, em Pernambuco. Eu fiquei encantada com a vontade que a maioria dos adolescentes de lá têm de estudar, deu aquela vontade de sair de SP e ir ajudar, sabe? Ensinar naquela escola. E então, mostra como é difícil chegar até a escola. Eles dependem de um ônibus que é disponibilizado pela prefeitura, e em duas semanas de gravação do documentário, a garota que estava sendo entrevistada, a Valéria, conseguiu ir à escola apenas três vezes, pois o ônibus estava quebrado nos demais dias. Imagina você ter que fazer praticamente uma viagem pra chegar na escola?! E o pior, não conseguir chegar lá. Valéria tem um dom pra poesia, e o filme termina com uma de suas poesias, que você consegue ver aqui. E então, informam que, segundo o censo escolar, feito em 2004, existem 210 mil escolas no Brasil, 13,7 mil não têm banheiro e 1,9 mil não têm água. Que é uma informação meio chocante, sempre ouvimos falar que a situação em alguns pontos do país é péssima, mas parando pra pensar, imagina 13,7 MIL escolas em situações precárias?! É muita coisa. Seguindo o documentário, vamos para a realidade em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro e Itaquaquecetuba, em São Paulo, ambas escolas públicas, onde vemos diferentes situações, não apenas na questão escolar, mas familiar, e emocional. E então chegamos a um ponto do documentário onde mostram a realidade de um colégio particular, que fica no Alto de Pinheiros, em São Paulo, e então percebemos como a diferença é realmente enorme. É gritante, não apenas na questão da estrutura do colégio, mas os alunos são diferentes e têm problemas diferentes. Eles se cobram demais, vivem em crises por diversos motivos. A partir daí, o filme relata a história de uma garota da periferia de São Paulo, que depois de ser barrada na festa de uma amiga, na frente de todo mundo, resolveu se vingar da colega, e simplesmente a matou nos corredores da escola, e diz, orgulhosa, que fez isso na escola por que era pra todo mundo ver, vê-la no chão estirada. E diz mais, diz: “não dá nada matar, sendo de menor, três anos passam rápido”. Ê Brasil, que beleza, né?! Acontece tanta coisa nesse mundo, coisas que a gente nem imagina. E é pra isso que servem os documentários, pra mostrar a realidade. E talvez, seja por isso que esse é um dos meus gêneros favoritos. É bom a gente levar um choque de realidade as vezes. Se você, assim como eu, gosta de ver a realidade e quer assistir esse documentário, você pode assistir completo aqui e em partes aqui, ambos encontrados no youtube.

Pro Dia Nascer Feliz
 
E vocês, também gostam de documentários? Alguém já assistiu esse? O que vocês acharam? Sempre que der, vou postar sobre os melhores aqui no blog. 

 

Comentem,

Beijos,

Ju

O Lado Bom da Vida

Algumas semanas atrás, fui ao cinema com meu namorado, assistimos o filme “O lado bom da vida” e olha, me surpreendeu. Eu não vi o trailer nem li sobre antes de assistir, então nem imaginava do que se tratava. Bom, o filme se trata de uma comédia romântica dramática, ao mesmo tempo que você morre de rir com algumas cenas, outras são daquelas que tocam fundo, sabe? O filme conta a história de Pat, que perdeu a cabeça diante de uma surpresa e acabou perdendo também não só o trabalho, mas a casa e a esposa. Internado durante um tempo em um sanatório, ele sai de lá para voltar a viver na casa dos pais, mas acredita que poderá recomeçar, bastando apenas reconquistar a ex-esposa. Mas uma mulher igualmente problemática surge na vida de Pat e assim a história e os planos de Pat, tomam um outro rumo. O diretor e roteirista, David O. Russell (também diretor de O Vencedor), soube dosar o drama dos personagens com romance e um humor leve. O elenco é maravilhoso, com Jennifer Lawrence (ganhadora do Oscar de melhor atriz, que rouba a cena e protagoniza as melhores cenas do filme), Bradley Cooper, Robert De Niro, Chris Tucker e Julia Stiles (nossa querida Kat, do filme 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você, quase não a reconheci hahaha). O filme é inspirado no primeiro livro do autor, Matthew Quick. E sobre o final, devo apenas comentar que é gratificante, saí feliz da sessão.
O Lado Bom da Vida

Pra quem ainda não assistiu, recomendo que assistam online aqui. Sempre que assisto online nesse site, nunca me deixa na mão. E vocês, já assistiram? O que acharam do filme? Deixe um comentário! 

 

Beijos,

Ju